O sangue espesso. Para Adela. 30

Padrão

114.gif

O sangue espesso é um rio que vem desde longe.

Desde escuros mananciais que aborbolham nas cadeias de ácidos proteicos, um rio quente de metal fundido.

Através de geraçãos,descargando sua voltagem nos mares translúcidos de serotonina.

Assim vem, fluindo,dentro de nós, por entre as ringleiras de abeneiros e espadanas em flor.

No fundo, as pedras. Pedras escuras recubertas de limo verde e escorredio.

Debaixo do epelho brunido da superfície, um peixe que escapa,fugidio, coma as lembranças esquecidas.

Ele é o passado, o presente, e o futuro.

Ele é a corrente que nos arrastra ou que nos leva, arrolando-nos dócemente.

Ele é minha vida, mina paixão, minha condena…

Ele mais eu somos um.

Desde sempre. Para sempre.

O sangue espesso, mesto, fluido.

Coma um rio de ferro.

Ou de mercúrio.


6

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s